Confira os números do Dia das Mães em 2021

Todo varejista sabe que o Dia das Mães é um grande evento para o setor de varejo. Tratando–se de uma data comercial em que os consumidores procuram por itens presenteáveis, é uma ótima oportunidade para lojas físicas e virtuais aumentarem suas vendas.

É importante que os comerciantes saibam como os consumidores se comportaram entre os meses de abril e maio de 2021, período em que as pessoas começaram a pesquisar e comprar produtos para o Dia das Mães.

Assim poderão aproveitar essas informações para obter alguns insights importantes para se prepararem para as vendas do próximo ano. Confira agora alguns números de acordo com dados da Allin e Social Miner, empresas especializadas em comportamento e consumo.

Varejo online alcançou 6,4 bilhões em vendas

Os varejistas que trabalham com comércio eletrônico tiveram um faturamento 14% maior que o registrado em 2020. Assim sendo, entre os dias 26 de abril e 09 de maio de 2021, atingiram o valor de R$ 6,4 bilhões em vendas.

Segundo a pesquisa, o valor médio por pedido aumentou 21% se comparado ao mesmo período de 2020. Os setores mais visitados pelos internautas foram o de Beleza / Moda (25%) e Acessórios (21%). Por outro lado, houve uma queda 7,8% em representatividade.

A busca por ofertas começou já em meados de abril, período em que houve o segundo maior pico de visitas da sazonalidade.

Cresce o movimento nas redes sociais

Tradicionalmente, semanas antes do Dia das Mães os varejistas intensificam seus anúncios nas redes sociais, sendo que esse ano cresceu em 58,1% as ações no Facebook e Instagram. Isso indica que as redes sociais desempenham um importante papel na atração de clientes, novos ou recorrentes.

Sem dúvida, os lojistas já sabem disso, por isso seguem se dedicando as redes sociais para acompanhar as demandas dos consumidores digitais. Dessa forma, o investimento em mídia paga cresceu 9,6% em relação ao ano passado. Já as campanhas patrocinadas 8,7%.

E-commerces em alta

No Dia das Mães, o faturamento do e-commerce ultrapassou em 14% a marca de 2020. Muitas compras foram feitas dias antes da data. Por outro lado, houve também compradores que se anteciparam, assim encontraram produtos mais baratos no mês de abril.

Outro dado importante é que as lojas virtuais brasileiras conseguiram manter a precificação regulada no período. Em termos de região do país que concentrou o maior tráfego, o sudeste se destaca com 63% dos registros de pedidos realizados em e-commerces.

Porém, quando aumentam as vendas, também cresce a tentativa de golpes. Entre os dias 26/04 e 09/05, foram evitadas mais de 106 mil tentativas de fraude.

Deixe um comentário