Home office – entenda os prós e contras deste modelo de trabalho

Em razão da pandemia da Covid-19, muitas empresas realizaram mudanças em seu ambiente organizacional para evitar a proliferação do vírus entre funcionários e clientes. Assim, o modelo de trabalho conhecido como home office foi potencializado.

Home office significa simplesmente que o trabalho pode ser feito em qualquer lugar que não seja o escritório. Assim sendo, normalmente é realizado em casa. Com o avanço das tecnologias, o trabalho remoto se tornou comum porque oferece uma opção mais barata e conveniente, tanto para o empregador quanto para o funcionário.

Porém, assim como trabalhar em um escritório, o home office tem prós e contras. Neste artigo vamos destacar alguns aspectos positivos desse tipo de trabalho e os desafios que vêm com um estilo de vida de trabalho remoto.

Vantagens do home office

Trabalhar em casa pode fornecer autonomia e independência, o que pode faltar em um local de trabalho físico. Além disso, elimina o deslocamento diário até a empresa. 

Esse benefício pode ter vários efeitos em longo prazo. Por exemplo, o funcionário pode reduzir suas despesas com transporte, roupas de trabalho, refeições e muito mais. 

Outro benefício está relacionado à produtividade, já que a capacidade de se mover livremente pela casa e fazer pausas sempre que sentir necessidade tende a manter a motivação e reduzir o esgotamento.

O trabalho remoto traz consigo o benefício de um bom equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. De fato, a flexibilidade oferecida pelo home office facilita o cumprimento de compromissos da vida cotidiana, como consultas médicas, fazer compras e ir ao banco. 

Trabalhar em casa pode ser benéfico também para quem tem filhos pequenos, pois permite a pessoa passar mais tempo com a família.

Desvantagens do home office

Embora muitos funcionários estejam bastante entusiasmados com a ideia de trabalhar sozinhos, sem as distrações do local de trabalho, alguns podem achar difícil. Isso porque é um desafio passar muitas horas no computador sem interação e comunicação presencial com os membros da equipe de trabalho. 

Debater ideias com colegas em um escritório, ou ter uma conversa estimulante com o chefe, podem ser ótimas fontes de motivação. Portanto, a falta de estimulo pode dificultar a vida de um funcionário e afetar negativamente sua produtividade. 

Embora a automotivação funcione até certo ponto, nem sempre é suficiente para manter um bom desempenho. Para muitos, trabalhar em home office pode ser uma tarefa difícil. A função exige autodisciplina o suficiente para administrar o tempo com responsabilidade e assim concluir as tarefas do trabalho de forma satisfatória.

Por outro lado, no local de trabalho, a pessoa é constantemente lembrada sobre a importância de ter um desempenho eficaz. Portanto, precisa se concentrar para produzir os resultados esperados. Isso se mostra muito difícil com as distrações da família que exige atenção ou outros ruídos domésticos. 

Trabalhar remotamente também pode fazer a pessoa se sentir isolada e pouco motivada para ser produtiva.  Sem dúvida, um dos grandes inimigos do home office é o isolamento social, já que é preciso passar a maior parte do tempo no mesmo lugar.

Conclusão

Por fim, considerando todas as vantagens de trabalhar em casa, além de algumas desvantagens devido ao isolamento e problemas com a separação da vida pessoal e profissional, não é de se admirar que empresas de sucesso estejam oferecendo cada vez mais essa opção aos seus funcionários.

O home office tornou-se o novo normal para muitos funcionários devido à pandemia da COVID-19. Porém, esse modelo de trabalho não é para todos, por isso antes de tomar essa decisão  é preciso considerar os prós e contras.

Deixe um comentário